Sob o sol de Sergno

janeiro de 2019

por gerente

Quem nunca sonhou em conhecer a Itália? País origem de muitos avós dos nossos leitores por aí. Da macarronada, da pizza, da Julieta e do Romeu, de lugares paradisíacos, da alta costura, de muitas histórias, marcantes acontecimentos, inúmeras tragédias e inesquecíveis romances. Esse país maravilhoso, é daqueles que cativam à primeira vista, mas que exigem muitas visitas para ser realmente compreendido.

É um dos lugares mais lindos e visitados do mundo. A nação europeia está localizada no lado sul do continente europeu, banhada pelo mar Mediterrâneo. Tem uma população de aproximadamente 59,8 milhões de habitantes e uma área total de 301.268 km². Sua capital nacional é a cidade de Roma.

 

Uma santista, um ragazzo e uma história de amor

Já que citamos o romantismo logo acima, vale adiantar que nossa entrevistada, a santista Andressa Araujo Ramos, de 35 anos, promete inspirar muitos corações com seus relatos, já que se mudou para a Itália, por conta de um grande amor.

Tinha uma vida normal em Santos, trabalhava como modelo e recepcionista em feiras e eventos. Amava ir à praia e sair com meus amigos. Até que um dia trabalhando em um evento em Ilhabela, conheci um "bellissimo ragazzo" italiano, Stefano. Começamos a namorar à distância. Nos falávamos todos os dias por telefone, mas ao vivo ficávamos sem nos ver por 4 ou 5 meses, era muito difícil. Foi nesse período que vim pra Itália pela primeira vez, como turista. Conheci Milão, Roma, Veneza, Florença, Siena e Lago di Como. Foi uma experiência incrível, a Itália é maravilhosa!,    afirma.

    Depois de quase dois anos de relacionamento, lidando com a saudade e ausência por longos períodos, em maio 2013, Andressa desembarcou em Milão. "Sim, eu vim pra cá por amor e sou muito feliz por isso", ressalta.

    Achou incrível? Nós também. É normal lutarmos para ficar pertinho de quem a gente ama, mas atravessar um oceano é realmente surpreendente. Ainda mais quando não falamos a língua predominante do país, que foi o caso da modelo.

    Não falava nada de Italiano. Estudei em uma escola por um mês assim que eu cheguei. Como na época não conhecia nenhum brasileiro por aqui, isso ajudou muito, era obrigada a ouvir e falar em italiano o tempo todo. Não foi fácil, mas em poucos meses falava razoavelmente bem,    explica.

a Língua

    O italiano é uma língua neolatina ou românica, ou seja, deriva da evolução do latim vulgar, tal como o francês, o castelhano e o português. Caracteriza-se por grande riqueza dialetal, superior à que apresentam as demais línguas românicas. É falado em todo o território da Itália, no estado do Vaticano, na república de San Marino, em parte da Suíça e na ilha francesa da Córsega.

    Os dialetos são comuns mesmo. Dependendo do local, parece que você está ouvindo outra língua, tipo o siciliano. E aqui as pessoas se comunicam muito por gestos também. As vezes um gesto vale por mil palavras.

Adaptação

    Para uns é bem complicado, para outros como Andressa, nem tanto.
    
A minha adaptação não foi muito difícil não. Tive apoio do meu namorado, dos amigos e família dele. O problema foi e ainda é, a saudade da minha família e dos meus amigos, falta da praia e do calor, até porque eu odeio o frio. Alguns meses depois que eu cheguei, devagarinho comecei a fazer os primeiros trabalhos, através de indicações de amigos. E quando você começa a trabalhar, um trabalho puxa o outro, você conhece novas pessoas e novas oportunidades,    relata.

Ela mora em uma cidadezinha chamada Seregno, uma cidade e comuna italiana da nova província de Monza e Brianza, na região da Lombardia, localizada a exatos 20 km de Milão, que mesmo com a metade da população de Roma -1,3 milhão de habitantes contra 2,7 milhões da capital, - é Milão quem faz o papel da metrópole moderna e cosmopolita na Itália. 

"São 20, 30 minutos de trem. De carro é a mesma coisa, porém nos horários de pico você faz em uma, uma hora e meia, então convém ir de trem, mesmo quando eles não estão atrasados.", completa.

Clima

    A temperatura e o clima variam bastante conforme cada região.

Como a Itália tem um terreno geográfico muito variado, com praias de um lado e grandes alpes e montanhas do outro, você pode encontrar no mesmo período um clima frio nas montanhas e um clima quente nas praias, perto do litoral e do Mar Mediterrâneo. Você pode viajar para Milão com um clima muito frio e, no mesmo dia, chegar em Roma num dia bem quente. Por isso é importante se planejar bem antes de vir pra cá, aconselha.

Estilo de Vida

 

    Que os italianos são expressivos e cheios de caras e bocas nos já sabemos.

É um povo muito sonoro e musical. Conversam pelo telefone aos berros, espirram alto, falam bastante palavrão e discutem fácil, por qualquer coisa, em qualquer lugar e com qualquer pessoa. Mas não se ofenda fácil se caso algum italiano discutir contigo em alguma conversa, pois na maioria das vezes, é a maneira dele de "quebrar o gelo".

E assim como todo país tem seus costumes, eles também tem. Um deles está ligado ao café da manhã, que é fazer a primeira refeição num bar ou café.  E falando nisso, eles bebem café demais! Aqui toda hora é hora de ir tomar um expresso, seja porque estão indo pra outro lugar, mesmo próximo, seja para bater papo com um amigo ou fechar um negócio,    conta.

    Apesar de citar a animação dos italianos, Andressa acredita que falte "aquela vontade de viver" para eles, como existe como no Brasil.

Parece clichê, mas é a mais pura verdade. Claro que as vezes você encontra brasileiros que te fazem ficar feliz de não estar mais no Brasil, mas não é a mesma coisa. Os italianos são ótimos, educados, estão sempre dispostos a ajudar, mas cliente nunca tem razão, e como falei, eles discutem mesmo e muitas vezes são mal educados. Sei que isso acontece no Brasil também, mas aqui acontece com bem mais frequência,    declara.

    Já a qualidade de vida, a santista afirma que no geral, é melhor se comparada ao Brasil.

Saúde, educação e transporte são muito melhores, porém as empresas e trabalhadores autônomos pagam muitas taxas, muitas mesmo! Falta emprego, principalmente para os jovens. Se você esta procurando bons salários procure países como Alemanha, Suíça ou Irlanda, mas se você tem uma boa proposta pra trabalhar aqui, venha, será uma ótima experiência. Aqui é mais seguro, ninguém vai tirar a sua vida por causa de um celular, mas tem que prestar atenção porque tem muitos furtos, principalmente em lugares turísticos. Tem também muitos roubos em casa, quando você sai, entram e roubam joias e coisas de marca. Sobre oportunidades, é fato que as pessoas tem mais acesso a cultura e viagens por aqui. No supermercado os preços são mais em conta que no Brasil. A diferença mais gritante entre os dois países, é o preço das ligações de celular. Com 10,00 euros você tem minutos e sms ilimitados, e 4 gb de internet por mês por aqui. Mas vale ressaltar que viajar dentro da Italia na maioria das vezes é mais caro que viajar para outros países da Europa,      alega.

" Viaggiante "

    Explorar a Itália será com certeza, uma experiência inesquecível. Ainda mais com dicas compartilhadas por uma santista praticamente italiana:     

    Além das cidades que citei no começo, conheci também Pisa, Bolonha, Imola, Sicilia, Costa Amalfitana, Capri, Napoles, Cinque Terre, Verona, Burano, Murano, Isola d'Elba e outros menos famosos. São todos lugares lindos, mas pra quem vem de férias aconselho ir para Roma, é "de chorar", é uma viagem no tempo! Veneza tem que passar pelo menos uma vez na vida, é diferente de tudo que você já viu. E se você for pra lá, arrume um tempinho pra passar em Verona, vale muito a pena. Se você quiser  vale muito a pena. Se você quiser um mar transparente e arquitetura juntos, vá pra Costa Amalfitana, sem falar nos tomates que foram os melhores que comi na vida. Lá fica perto de Nápoles, que também é incrível! A pizza é super famosa, mas só recomendo se você não curtir massa fininha e crocante, já a  mozzarella é a melhor de todas, sem comparação. Detalhe, a pizza é uma coisa muito barata aqui, em todos os lugares. Se você gosta de lago e Montanha tem que conhecer o lago de Como, passe por Varenna, Bellagio e Como. Um lugar com praia que ainda não conheço mas quero demais é a Sardenha, região da Puglia no sul da Italia. De tirar o fôlego!,     exclama.

E aí, ficou com vontade de conhecer a Itália ou se mudar pra lá? Então anota mais algumas dicas valiosas da Andressa.

    Não aconselho você a largar tudo para vir morar aqui sem um bom motivo, mas se tiver uma oportunidade viável, mesmo que para seja para outro país próximo, nem que seja por um período curto, venha. Analise tudo direitinho, coloque na ponta do lápis os gastos, se organize sempre. Agora, se você está pensando em vir pra cá de férias, pare de pensar e faça a malas. A Itália é realmente encantadora, você vai se apaixonar! Ciao! A presto!,    finaliza. ZT

 

Versão Impressa

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo