A Privatização da Política

dezembro de 2017

por gerente

Por Diego André Martins
Matéria referente a Setembro - Outubro - Novembro - 2015

Coluna EMPREENDEDORISMO 

Ahhhhh, política? P... papo chato! Essa é a primeira, segunda e terceira reação de 99% das pessoas, os outros 1% ou são políticos ou dependem direta ou indiretamente da política.

São esses 1% que tornam o assunto insuportável, mas também são eles que dão o rumo da sua vida, a mão da sua rua, o preço do seu pão e até mesmo que você deve verificar se o elevador está parado antes de entrar nele (a lei mais tosca da história). Como entrar num elevador se ele não está lá? FOSSOOOOOOOOOOOO!

Temos uma crise ética institucionalizada, não existe político corrupto sem corruptor, a propina para o guarda, a receita não declarada, a mercadoria a mais na mala vinda da viagem internacional. Não sejamos hipócritas, todos nós já cometemos pequenos delitos, mas o tamanho deles não nos faz menos criminosos e corruptos que um grande desvio de verba.

Serão necessários séculos para talvez um dia a corrupção sair da essência do nosso povo, não há culpados ou inocentes, todos são vítimas de um sistema criado e fomentado a promover a propina e o esquema.

Mas, se não podemos exterminar a corrupção do dia para noite, podemos sim exterminar políticos profissionais, pessoas que não tem histórico profissional e só ocuparam cargos públicos ou eletivos a vida toda.  Esse tipo de pessoa, além de fazer qualquer coisa para manter sua função, pois não tem outra opção de renda, também não possui experiência nenhuma em gestão.

O político profissional nunca: fechou um balanço; precisou cortar custos; recolheu um imposto; montou uma equipe de sucesso ou teve dificuldade de pagar um 13º. O mais grave, um órgão público não quebra, a dívida se acumula e passa ao seu sucessor, você deixa de pagar fornecedores e fica tudo por isso mesmo.

Mas bem pior que a corrupção, pasmem, é a incapacidade de gestão de nossos governantes, por isso só um empresário que passa por todas as dificuldades, que acorda cedo e dorme tarde, que muitas vezes deixa de pagar uma conta pessoal para pagar um salário, deve se envolver com a política.

A brincadeira com o título, a privatização da política, é um chamado, um pedido, um apelo desse colunista. Por favor empresários, se envolvam, entendam, participem da política, vocês são a única esperança para nossa cidade, estado e país.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo