Zerotreze pelo mundo: Barcelona Life

setembro de 2016

por Julia Carrilo

Por Julia Carrilo Fotos: Arquivo Pessoal
Matéria referente a Setembro - Outubro - Novembro - 2015

Algumas pessoas não se sentem completas vivendo a monotonia do cotidiano. Muitas delas têm aquele tal espírito de "Wanderlust", definido como um forte desejo de viajar, de explorar o mundo. Não é somente um simples desejo, é uma sensação que toma todo o corpo e a mente. Desconforto nas pernas, nos músculos e aquele desejo incontrolável de ir, de seguir um rumo qualquer em direção ao desconhecido ou a algum lugar que se vá encontrar algo novo. É o caso do santista João Dias, de 38 anos.

O santista João Dias, há 15 anos fora do país, não pensa em voltar. Saiba por quê!

 

João saiu do Brasil há 15 anos, tinha uma vida bem cômoda, havia acabado a faculdade de Administração, tinha um trabalho estável e uma namorada. Ele não precisava de mais nada? Precisava sim, precisava voar, bater suas asas para o mundo.

"Eu tinha uma vida boa, mas isso não me deixava satisfeito. Após minha faculdade, fui para Londres aprender inglês com um amigo, a partir daí as ideias foram chegando e nossas metas só iam aumentando", conta.

João e seu amigo chegaram a juntar dinheiro para ir a Austrália para ver as Olimpíadas, mas os vistos foram negados três vezes. Foi quando decidiram ir para a Nova Zelândia, pela proximidade do outro país. Ficou um tempo por lá e decidiu ir para Barcelona onde está até hoje.

"Cheguei em Barcelona com a ideia de importar biquínis e fiquei com esse tipo de trabalho uns sete anos. Ao total, foram 20 anos trabalhando em diversas áreas para descobrir o que eu gostava realmente de fazer", afirma João.

Atualmente, ele trabalha junto com sua mulher, espanhola que conheceu em Barcelona há sete anos, vendendo joias e pedras preciosas por uma loja virtual americana, o que possibilita o casal morar em qualquer lugar do mundo. Só precisam de um correio e acesso a internet. Seu dia a dia requer disciplina. Por trabalhar em casa, ele acorda às 8h30 de segunda a sexta e sobe direto para seu ateliê. Faz duas horas de almoço e termina o trabalho por volta de 20hs.

João conta no nosso bate-papo que sente muita falta de Santos, mas que não voltaria para o Brasil, a não ser para visitar os familiares e amigos uma vez por ano. De acordo com ele, a cidade de Barcelona oferece muitas possibilidades por ser tão ampla. A segurança, por exemplo, é algo que valoriza muito. "Aqui é o melhor lugar para viver. A segurança, a cultura, o clima (é verão quase o ano todo e o inverno não é tão rigoroso quanto em outros lugares), e a facilidade de viajar para outras cidades é incrível", diz.

"Eu adoro conhecer novas culturas, acampar em praias e montanhas. Tem um lugar muito legal perto de Barcelona com montanhas com neve e do outro lado, uma praia incrível, que é a Costa Brava", revela.

É certeiro dizer, que depois dessa conversa, queremos ir logo para Barcelona. Além de ser maravilhosa, a cidade é repleta de vida cultural, com muitos museus, exposições, em sua maioria gratuitas, shows na rua, artes urbanas, etc.

Outra parte da trajetória do santista, é que ele e a mulher foram convidados há três anos para expor em uma galeria de arte em Santiago de Compostela. Um fato interessante é que durante esse tempo eles também participaram de um mercado com novos desenhistas de Barcelona. Acha que acabou? Não, mesmo fazendo tudo isso, tendo toda essa rotina, eles participam há dois anos de um mercado artesanal top em Amsterdam, que se chama Sunday Market, e além disso tudo, o João vai para a Índia todo ano escolher pessoalmente todas as pedras de sua arte. Isso que é uma vida de viajante!

Conheça a arte do santista João Dias, que o permite rodar o mundo: www.hyppiechic.etsy.com

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo